quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Up - Altas Aventuras


Up - Altas Aventuras

Up
EUA, 2009 - 96 min
Aventura / Animação

Direção:
Pete Docter, Bob Peterson

Roteiro:
Pete Docter, Bob Peterson, Thomas McCarthy

Elenco (EUA/BRA):
Edward Asner/Chico Anysio, Christopher Plummer/Jomery Pozzolli, Jordan Nagai/Eduardo Drummond, Bob Peterson/Nizo Neto

É muito comum nos depararmos com aquelas pessoas que vão assistir um filme já determinadas a não gostar dele, seja porque ouviram falar que ele é ruim, ou porque simplesmente não vão com a cara. Passam a reclamar de cada detalhe e achar mil e um defeitos. Pois bem, tive a oportunidade de descobrir que o inverso também é terrível: aqueles que vão ao cinema já decididos de que o filme é engraçadíssimo e riem desde os trailers até os créditos finais. Essa epifania dentro da crítica é dedicada aos rapazes que se sentaram na fileira atrás de mim, e que fizeram questão não só de rir, mas de gargalhar histericamente o tempo todo, a cada simples acontecimento do filme (ou fora dele).
Enfim, vamos ao que interessa. Apesar do que possa ter transparecido do parágrafo acima, Up é, sim, um filme engraçadíssimo, um dos mais engraçados do ano. Roteirista de grandes sucessos da Pixar, como Wall-E e Monstros S.A. (do qual foi também diretor), tendo também contribuído nos dois Toy Story, Pete Docter é o diretor. O filme conta a história de Carl Fredricksen (Edward Asner/Chico Anysio), um vendedor de balões que, ao se ver perto de perder sua casa, decide fazê-la levantar vôo utilizando-se de milhares de balões e, assim realizar um antigo sonho seu e de sua falecida mulher, Ellie: mudar-se para o Paraíso das Cachoeiras, um lugar localizado em uma floresta na América do Sul. Nessa jornada, ele contará com a ajuda do jovem escoteiro Russell (Bob Peterson/Nizo Neto), e encontrará criaturas esquisitas, inclusive cachorros falantes.
Esse enredo é sem dúvida um dos mais atípicos já vistos em filmes da Pixar. O curioso é que deu muito certo, mais até que outros não tão incomuns, como A Família do Futuro. Já foi dito que filme é muito divertido, mas o que o torna realmente especial é a singularidade da história que é mostrada. É algo original ao extremo, fruto de uma imaginação riquíssima. Para esse tipo de filme, há duas possibilidades: ou eles viram clássicos inimitáveis, graças ao enredo rico e único; ou eles são assolados duramente pela crítica, porque seus roteiristas "viajaram na maionese". Up se encaixa na primeira. Animações engraçadinhas temos aos montes; o que se busca hoje é o diferencial: a originalidade.
A qualidade da animação está, mais uma vez, impecável, o que é requisito mínimo hoje em dia. Os personagens são caricatos, baixinhos e cabeçudos, e o colorido é intenso durante todo o filme. Vale lembrar que esse é apenas o segundo longa-metragem da Pixar protagonizado por personagens humanos. O primeiro foi Os Incríveis. Destaque também para a qualidade dos ambientes, especialmente os das florestas sulamericanas, que tiveram como referência, inclusive, o Monte Roraima, na fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana.
Tratando-se de Disney, a dublagem é sempre ponto forte. Ainda mais a brasileira, reconhecidamente uma das melhores do mundo. O filme conta com a especialíssima participação do grande Chico Anysio. Confesso ter ficado até mesmo surpreso ao ver como a voz dele se encaixou perfeitamente no personagem (que é a cara dele!), mas em se tratando do talentosíssimo Chico Anysio, nada mais deve ser surpresa. Nesse filme, ele teve a oportunidade de dublar junto com seu filho, Nizo Neto (Russel), pela primeira vez.
Mais uma vez o talento e a criatividade da equipe de John Lasseter enchem os olhos do mundo, tornando Up - Altas Aventuras um dos melhores trabalhos da Disney/Pixar. Começo até mesmo a ponderar se não eram justas as gargalhadas escandalosas dos rapazes da fileira de trás.

3 comentários:

Ricmail_Gp disse...

Acabei de assistir esse filme!
ele é muito bom !
esse filme é tipo tudo em um!
tem até drama hehhehe'
nota 10 esse ai!

Anderson Siqueira disse...

Up - Altas Aventuras é a melhor animação desde o primeiro "Madagascar".

Borboletas nos Olhos disse...

Olá, cheguei e adorei o blog...quanto ao filme eu fui assistir de maneira totalmente despretensiosa e me apaixonei de forma irrestrita. Adoro o uso das cores, a consistência dos personagens, a originalidade do roteiro...mas o que mais me comoveu foi a sensibilidade ao lidar com as demandas humanas, a saudade, os sonhos, a confiança, a aceitação...Escrevi no meu blog: http://borboletasnosolhos.blogspot.com/2009/10/up-altas-aventuras.html

 
© 2007 Template feito por Templates para Você